Fernando Engenheiro apresenta a 3 de junho obra sobre naufrágios na costa de Peniche

Fernando Engenheiro apresenta a 3 de junho obra sobre naufrágios na costa de Peniche
Fernando Engenheiro apresenta a 3 de junho obra sobre naufrágios na costa de Peniche

Integrado no programa municipal do Dia Nacional do Pescador, dinamizado pelo Município de Peniche, terá lugar no próximo dia 3 de junho, pelas 21h30, no auditório do Edifício Cultural a sessão de apresentação da obra “Naufrágios e Náufragos”, da autoria de Fernando Engenheiro, investigador com várias obras publicadas no domínio da História local.

Nesta obra o autor apresenta os episódios mais marcantes da extensa História trágico-marítima da costa de Peniche, com especial atenção para o tratamento dado aos sobreviventes destes acidentes náuticos. Fernando Engenheiro ressalva igualmente a coragem desta comunidade piscatória que desde cedo enfrentou as agruras da faina. Como refere no texto de contracapa “Pescadores, não haverá outra raça de gente que, como eles carregue, durante todos os dias de todos os anos das suas vidas, tamanhas doses de riscos de vida, de bravura e de drama. Reina nestes seres humanos, a honra, o orgulho, a gratidão, a fidelidade e onde é cultivada a fé que aquece o sangue e move montanhas. Foi entre pescadores que Jesus Cristo recrutou os seus discípulos, assim como foi através da bravura de homens do mar, que Portugal de quinhentos se alcandorou aos píncaros altos da fama, da glória, do respeito e da admiração dos outros povos.”

A obra “Naufrágios e Náufragos”, que agora se apresenta, constitui, seguramente, mais um inestimável contributo para enriquecimento da historiografia local, na senda da qualidade e rigor que têm pautado a investigação e recolha documental presente nos trabalhos de Fernando Engenheiro.

Acerca do autor:

Assim conhecido, do seu nome completo, Fernando Petinga Engenheiro, natural e residente em Peniche, freguesia de Peniche, nascido em 1939.

Depois de concluir a então instrução primária, fez o exame de admissão ao Seminário, no Seminário Patriarcal de Santarém. Frequentou a partir de 1953 a então Escola Industrial e Comercial de Peniche, no curso complementar de aprendizagem do comércio. Foi funcionário administrativo ocupando os cargos de oficial de diligências aos 18 anos e aos 26 assumiu funções de bibliotecário arquivista. Foi o impulsionador principal de se criar em Peniche uma Biblioteca Municipal, bem como a criação de um museu, que estão bem patentes ao serviço de Peniche. Pôs a relevo o arquivo histórico Municipal que não passava de uma vasta arrecadação ocupada com um amontoado de papéis velhos.


Aos 46 anos de idade deixou a sua atividade e dedicou-se com alma e coração à história de Peniche e seu concelho. A partir de 1998 passou a relatar todo o seu saber com publicações periódicas no Jornal Regional da “A Voz do Mar”.


Foi agraciado com um troféu pela CERCIPENICHE de MÉRITO A SOLIDARIEDADE. Na GALA DE PENICHE SOBRE O MAR, em 29/11/2007, foi-lhe entregue um troféu alusivo à Cultura. Em 2011 foi-lhe concedida a MEDALHA DE MÉRITO MUNICIPAL DE CULTURA, cunhada a prata dourada, em reconhecimento do trabalho desenvolvido ao longo da sua vida, em prol do Concelho de Peniche. Além da medalha de testemunho e apreço dada dela Direção Central da Liga dos Combatentes, pelo seu valioso contributo para os fins patrióticos e humanitários daquela Instituição, bem como a Medalha de Honra da Câmara Municipal de Peniche, em cobre aquando completou 25 anos ao serviço do Município.


Por deliberação da Junta de Freguesia da Atouguia de 29 de outubro de 1990, foi-lhe entregue uma medalha com o brasão da Vila de Atouguia em reconhecimento da recolha de dados históricos desta freguesia.


CONTACTOS

Largo do Município
      2520-239 Peniche

(+351) 262 780 100

(+351) 262 780 111

 cmpeniche@cm-peniche.pt


 





Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu email.