PENICHE, OS RESÍDUOS VERDES E A COMPOSTAGEM

PENICHE, OS RESÍDUOS VERDES E A COMPOSTAGEM

Considerando as exigentes metas de resíduos estabelecidas pelo Parlamento Europeu em Abril de 2018 no âmbito do pacote da economia circular, que estipulam que a quantidade de resíduos urbanos depositados em aterros não poderá ultrapassar os 10 por cento em 2035, a Câmara Municipal de Peniche juntamente com a Valorsul - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos das Regiões de Lisboa e do Oeste, S.A. e a Valorlis - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A., trabalhando desde já para o cumprimento deste objetivo, desenvolveram uma alternativa que evita a deposição dos resíduos verdes no Aterro Sanitário do Oeste.

Assim, os resíduos resultantes da manutenção de espaços verdes (aparas, ramos, relva, ervas, folhas) depositados na Estação de Transferência de Resíduos Sólidos (ETRS) de Peniche são encaminhados para a Central de Valorização Orgânica (CVO) da Valorlis, em Leiria, onde através de um processo mecânico e biológico, é transformada a matéria orgânica resultante dos resíduos urbanos num produto final denominado Valorterra – corretivo orgânico para solos.

Desde agosto e até ao início do corrente mês de outubro, foram enviadas para a CVO da Valorlis cerca de 35 toneladas de resíduos verdes com origem no concelho de Peniche.

Ao remover previamente quaisquer contaminantes (papel, plástico, vidro, metais, etc…) dos resíduos verdes e depositando-os no contentor dedicado existente na ETRS de Peniche, os produtores de resíduos verdes estão simultaneamente a contribuir para o cumprimento da meta de resíduos em aterro de 2035 e para a correta gestão deste tipo de resíduos.



CONTACTOS

Largo do Município
      2520-239 Peniche

(+351) 262 780 100

(+351) 262 780 111

 cmpeniche@cm-peniche.pt


 





Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu email.