PRESS RELEASE - RIP CURL PRO SURF & MUSIC FESTIVAL

PRESS RELEASE - RIP CURL PRO SURF & MUSIC FESTIVAL

É já no final desta semana que Peniche recebe o evento internacional de surf mais antigo em Portugal, o Rip Curl Pro.

É já no final desta semana que Peniche recebe o evento internacional de surf mais antigo em Portugal, o Rip Curl Pro. A comemorar 20 anos de existência em terras lusas, o Rip Curl Pro é a décima etapa deste ano do circuito de qualificação mundial (WQS), sendo igualmente a primeira a contar para o ranking europeu de 2007 da European Professional Surfing Association (EPSA).
 
Por isso, durante três dias, desta sexta a domingo, surfistas de todo o mundo vão fazer da onda do Lagido, no Baleal, o palco do melhor surf profissional, como, de resto, tem sido a marca deste evento ano após ano.
 
Surfistas como o francês Mikael Picon, o basco Eneko Acero, o inglês Russel Winter, ou os ex-campeões nacionais João Antunes, Rodrigo Herédia ou Marcos Anastácio habituaram o público português a performances do mais alto nível e foram alguns dos surfistas que fizeram a história destas duas décadas do Rip Curl Pro.
 
Para o evento deste fim-de-semana estão já alinhados alguns nomes. Os espanhóis e bascos estão, por enquanto, em maioria: Hodei Collazo, Gony Zubizareta, Pablo Gutierrez e Iker Fuentes, um finalista recorrente em Peniche, são apenas alguns.
 
Mas Portugal não deixará o caminho livre ao país vizinho. Francisco Canelas ou Ruben Gonzalez, que este ano aposta todas as suas “fichas” no circuito europeu, têm estado imparáveis no circuito nacional e conhecem a onda do Lagido como as palmas das suas mãos. Igualmente “filhos” de Portugal, mas defendendo as cores do seu país de origem, a Alemanha, Marlon Lipke e Nicolau Von Rupp (campeão do primeiro Rip Curl Grom Search) são dois outros grandes surfistas a temer e, sem dúvida, sempre potenciais vencedores.
Também David Luís, cartaz e wildcard desta prova (juntamente com Nuno Silva) e actual líder do ranking nacional, deverá marcar presença em Peniche. “Estou com muita vontade de me colocar novamente à prova num WQS, agora que estou com o surf no pé mas já com outra tranquilidade a competir,” afirmou o líder do ranking nacional.
 
Nuno Silva, que vive em frente à onda do campeonato, fez questão de agradecer “à Rip Curl, por me ter dado um wildcard. Esta prova marcou a minha vida como surfista e é daquelas que qualquer surfista de Peniche sonha vencer um dia. Espero que consiga justificar este convite e defender o surf local no Rip Curl Pro deste ano.
 
E o que leva tantos surfistas, nacionais e internacionais, a não querer faltar ao Rip Curl Pro? A sua qualidade! É que, embora sendo uma prova de apenas uma estrela do circuito WQS (as etapas são classificadas entre uma e seis estrelas, dependendo dos pontos e prize-money a atribuir) e com uma premiação de 10.000 dólares, o Rip Curl Pro assume os mesmos contornos de alguns dos melhores campeonatos do circuito.
Para além da estrutura muito funcional e que oferece as melhores condições de trabalho para atletas, júri e comunicação social, a característica móvel do evento permitirá aos surfistas competir sempre nas melhores ondas, quer estejam elas no Lagido ou nos Supertubos, onde também estará montado um segundo palanque alternativo.
 
Fazendo uso destas mesmas condições estarão os surfistas mais novos chamados a competir, já na quinta-feira, na edição portuguesa do Rip Curl Grom Search, um mini-evento para atletas até aos 16 anos. Em anos anteriores, Nicolau Von Rupp e Francisca Pereira dos Santos conheceram a vitória. Tal como eles o fizeram, também o vencedor deste ano terá a responsabilidade de representar Portugal na final europeia desta série de eventos, que se realizará em Newquay, Inglaterra, no mês de Agosto. Uma oportunidade que muitos jovens surfistas nacionais não quererão deixar escapar.
 
A organização deste Rip Curl Pro está mais uma vez nas mãos de Alfarroba, que este ano, para apagar as 20 velas do evento, montou, juntamente com a Câmara Municipal de Peniche, um grande Music Festival, a ter lugar no sábado, pelas 22H, junto ao Quartel de Bombeiros de Peniche, e que juntará os Voodoo Marmalade (uma orquestra de Ukuleles, uma transformação do cavaquinho português, mas com acordes havaianos!), os sons ska/reggae dos Three And A Quarter, os locais punk rockers Dapunksportif e o Dj Andy Phill. É o surf e a música de mãos dadas mais uma vez!
 
É fantástico estarmos a comemorar este 20º aniversário do Rip Curl Pro em Portugal, exactamente ao mesmo tempo que no outro lado do mundo, em Bells Beach, na Austrália, decorre a segunda etapa do tour mundial do WCT, o Rip Curl Pro, que é também, nem mais nem menos, o evento profissional de surf mais antigo do mundo”, ressalva António Pedro, lembrando ainda que este ano a Alfarroba conta com um parceiro muito especial, a Surfrider Foundation.
 
Assim, sábado de manhã, a Alfarroba e a Surfrider Foundation organizarão uma limpeza de praia. E para quem não tiver medo de pôr as mãos no lixo e ajudar o ambiente, está reservada uma aula de surf gratuita com a Alfarroba Surf School. Só para quem ajudar realmente!
 
O Rip Curl Pro e o Rip Curl Grom Search são uma realização da Alfarroba, com o patrocínio da Rip Curl, Nokia, B!, Tmn, e com os apoios da Câmara Municipal de Peniche, Renault, Sapo.pt, Pólen Surfboards, Fonte Viva, LG Computadores, Triumph Motorcycles, Konica Minolta, Península de Peniche Surf Clube, Hotel Sol Peniche e Surfrider Foundation Europe.
Para ajudar na divulgação do Rip Curl Pro contamos com a importante ajuda da Antena 3, Correio da Manhã, Sport Tv, Record, RTP, Surf Portugal, Sport Life, Surf.Sapo.Pt, Surflower.com, Hi-Life.Tv e revista PcMais.
 
Clique AQUI e veja a transmissão das provas em directo.
 
Nota: transmissão cedida pela Alfarroba Amarela Ideias e Eventos, Lda, sendo que esta só ocorrerá no período de duração das provas


CONTACTOS

Largo do Município
      2520-239 Peniche

(+351) 262 780 100

(+351) 262 780 111

 cmpeniche@cm-peniche.pt


 





Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu email.