PATRIMÓNIO DO MÊS DE ABRIL: RETÁBULO-MOR DA IGREJA DE S. JOSÉ

PATRIMÓNIO DO MÊS DE ABRIL: RETÁBULO-MOR DA IGREJA DE S. JOSÉ
Património do mês de abril: retábulo-mor da igreja de S. José

O CIAB – Centro Interpretativo de Atouguia da Baleia irá destacar, mensalmente, um património – móvel, imóvel ou imaterial, incorporado ou não nas suas coleções museológicas. Esta iniciativa tem como o objetivo promover o conhecimento, a divulgação e a visitação dos diversos patrimónios culturais da freguesia e do concelho de Peniche. A primeira peça em evidência é o Retábulo-mor da Igreja de S. José (séc. XVIII), que foi recentemente alvo de intervenção de conservação e restauro e integra o circuito de visita do CIAB.

Descrição arquitetónica e artística da igreja de S. José e seu retábulo-mor

A igreja de S. José teve como primeiro orago Nossa Senhora da Graça, tendo sido edificada pela Ordem Terceira de S. Francisco. O atual templo datado século XVIII – erigido sobre construção anterior, do século XV – apresenta uma arquitetura religiosa, barroca, com planta octogonal com contrafortes dispostos na diagonal. Com frontispício orientado a Sul, a porta de verga em arco abatido com cornija saliente é encimada pelas armas da Ordem Terceira; o remate, em frontão curvo de lanços com cruz latina, tem no tímpano óculo em "trompe l'oeil"; os contrafortes diagonais com cunhais de cantaria, abertos por fresta, apresentam cornija saliente a cuja altura se rasga campanário de quatro sineiras sobre o contraforte do lado esquerdo, rematada por corochéu de ângulos quebrados, flanqueado e encimado por pináculos.

O retábulo-mor é de madeira entalhada dourada e policromada, com planta em perspetiva plana, embasamento com duplo registro, corpo único de três tramos e tribuna profunda. O painel central apresenta um arco pleno, rematado por um dossel com sanefas salientes, tribuna pintada de azul celeste e, no seu interior, mísula exibindo imagem de S. José em madeira policromada.

Os painéis laterais estão emoldurados e no centro irrompem duas peanhas salientes ornamentadas com flores-de-lis estilizadas e volutas. A cabeceira, também emoldurada, apresenta um florão concheado. Aplicadas sobre as peanhas estão duas imagens de madeira policromada, S. Francisco de Assis à esquerda e Santa Bárbara à direita.

O entablamento apresenta arquivolta plena e frisos simples, sobressaindo no frontispício sobre a tribuna, um coroamento com as armas da ordem Terceira de S. Francisco e diversos ornatos túrgidos e assimétricos, nomeadamente elementos fitomórficos.

O retábulo-mor: intervenção de conservação e restauro

O retábulo bem como as suas esculturas apresentavam graves problemas estruturais e de conservação das camadas cromáticas. A par da reabilitação da igreja, foi desenvolvida a recuperação do retábulo-mor por técnicos especializados em conservação e restauro contratados pela Câmara Municipal de Peniche.

A intervenção contou com a seguinte metodologia:
  • revisão estrutural;
  • fixação das policromias e folha de ouro;
  • desinfestação das madeiras e tratamento contra o inseto xilófago;
  • limpeza das camadas cromáticas;
  • preenchimento de lacunas volumétricas e usuras cromáticas;
  •  reintegração pictórica das cores e aplicação de folha de ouro fino. 

A intervenção de conservação e restauro do retábulo-mor teve um custo total de € 21 000, contabilizando os recursos humanos, os equipamentos e os materiais adquiridos para o efeito. Esta foi realizada em duas fases, de fevereiro a junho de 2009 e de fevereiro a dezembro de 2011.

A recém-recuperada igreja de S. José e o restaurado retábulo-mor estão integrados no circuito de visita do CIAB, sendo visitáveis de terça-feira a sábado, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00. Venha conhecer este património!
 
 


CONTACTOS

Largo do Município
      2520-239 Peniche

(+351) 262 780 100

(+351) 262 780 111

 cmpeniche@cm-peniche.pt


 





Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu email.