Apresentação de fotobiografia de Alves Redol marca o arranque dos Encontros "Fortaleza de Peniche – Cruzamentos: História, Arte e Património"

Apresentação de fotobiografia de Alves Redol marca o arranque dos Encontros
Alves Redol. Fotobiografia e fragmentos autobiográficos

Assinalando-se no presente ano o 30º Aniversário do Museu Municipal, o Município pretende assinalar esta efeméride através de um programa de iniciativas a dinamizar até ao próximo mês do novembro. De entre as várias atividades previstas destacam-se os Encontros "Fortaleza de Peniche – Cruzamentos: História, Arte e Património", programa de conversas e conferências, tendo como base diversos horizontes temáticos que se cruzam no espaço da Fortaleza.

Marcando o arranque deste ciclo de encontros terá lugar na Fortaleza, no próximo dia 21 de junho, pelas 18h00, a apresentação da obra "Alves Redol. Fotobiografia e fragmentos autobiográficos".

Esta obra, concebida e executada por António Mota Redol, filho do consagrado escritor, que assim traz a público numerosas fotografias, documentos e detalhes biográficos até agora conservados no espólio familiar, constrói-se em torno de uma extensa cronologia em que seguimos ano a ano, desde a infância, a vida familiar, pessoal, literária e cidadã de Alves Redol. Com ela, é também um pouco do Portugal da época que aqui se revela.

Uma seleção de fragmentos dos romances, entrevistas, textos e palestras de Alves Redol contendo elementos autobiográficos foi realizada para esta obra por Vítor Viçoso, professor aposentado da Universidade de Lisboa, estudioso da literatura portuguesa.


"Alves Redol. Fotobiografia. Fragmentos biográficos" inclui ainda uma lista de todas as primeiras edições das obras de Redol com reprodução das suas capas, muitas delas da autoria de Manuel Ribeiro de Pavia, bem como de algumas de traduções noutras línguas.

Alves Redol (1911-1969) foi uma figura cimeira da literatura portuguesa do século XX e um dos definidores, com os seus romances, da corrente artística do Neorrealismo. Obras como Gaibéus, Avieiros, Fanga, Horizonte Cerrado, A Barca dos Sete Lemes, Barranco de Cegos, entre muitas outras, foram das mais vendidas na época e das mais requisitadas para bibliotecas locais. Alves Redol escreveu também para o teatro, o cinema, a rádio e a imprensa. Manteve uma intensa intervenção cívica e política, com destaque nas coletividades populares e na oposição à ditadura. Depois de 1974, a sua obra Constantino, Guardador de Vacas e de Sonhos foi utilizada durante muitos anos no ensino do Português nas escolas. Vários livros infantis e romances seus foram e ainda hoje são leitura recomendada nos programas escolares.


Esta iniciativa coorganizada pelo Município de Peniche e a editora Althum, contará com a presença de António Mota Redol, de Arnaldo de Matos e do editor Luís Nazaré Gomes.


CONTACTOS

Largo do Município
      2520-239 Peniche

(+351) 262 780 100

(+351) 262 780 111

 cmpeniche@cm-peniche.pt


 





Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu email.