D. António Ferreira Viçoso liderou diocese brasileira de Mariana e destacou-se na luta contra a escravidão.

Igreja: Bispo português nascido em 1787 a caminho da beatificação

Igreja: Bispo português nascido em 1787 a caminho da beatificação
D. António Ferreira Viçoso

Cidade do Vaticano, 09 jul 2014 (Ecclesia) - O Papa aprovou hoje a publicação do decreto que reconhece as "virtudes heroicas" de D. António Ferreira Viçoso (1787-1875), bispo de Mariana (Brasil), nascido em Peniche, que recebe assim o título de "venerável".

Esta é uma fase do processo que leva à proclamação de um fiel católico como beato, penúltima etapa para a declaração da santidade.

D. António Ferreira Viçoso foi bispo de Mariana entre 1844 e 1875 e é recordado no Brasil pelo seu humanismo, a luta contra a escravatura e as preocupações com a educação e o meio ambiente.

António Ferreira Viçoso, religioso lazarista, nasceu em Portugal a 13 de maio de 1787 e foi ordenado sacerdote em 1818, sendo professor em Évora antes de embarcar para o Brasil, aos 32 anos.

Nomeado bispo de Mariana, em 1843, promoveu uma reforma do clero e apostou em obras de caridade e educação, entre elas o primeiro colégio feminino de Minas Gerais; antes, em 1840, escreveu, o texto ‘A escravatura ofendida e defendida’.

O Papa Francisco autorizou ainda a publicação de decretos que reconhecem as "virtudes heroicas" de um sacerdote espanhol e outro francês, de duas religiosas italianas e uma turca,  que viveram entre os séculos XIX e XX, para além de um leigo italiano, Marcello Candia, missionário na Amazónia.

A canonização, ato reservado ao Papa desde o século XIII, é a confirmação, por parte da Igreja Católica, que um fiel católico é digno de culto público universal (os beatos têm culto local) e de ser apresentado aos fiéis como intercessor e modelo de santidade.



CONTACTOS

Largo do Município
      2520-239 Peniche

(+351) 262 780 100

(+351) 262 780 111

 cmpeniche@cm-peniche.pt


 





Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu email.