GASTRONOMIA

TURISMO

Pela proximidade do mar, as gentes de Peniche desde sempre se dedicaram à pesca, pelo que não é de estranhar que a sua gastronomia seja predominantemente dominada pelos pratos de peixe e marisco.

Nos numerosos restaurantes existentes na cidade e nas principais estâncias balneares, podem-se encontrar as mais diversas especialidades gastronómicas da região, de onde sobressaem a "Caldeirada de Peniche" e a Sardinha assada. Igualmente deliciosa é a doçaria local de que os Pastéis de Peniche, os Amigos de Peniche, e uns biscoitos de amêndoa chamados "esses" são as principais especialidades.

A Avenida do Mar e o Largo da Ribeira são os dois locais da cidade onde se pode encontrar uma maior variedade de restaurantes e especialidades. No entanto, os restaurantes encontram-se espalhados por todo o concelho, fazendo da gastronomia um dos pontos altos e mais atractivos desta região.

ALGUMAS RECEITAS
CALDEIRADA

Para 8 pessoas:
Tacho de Caldeirada
4 kg de peixes vários: tamboril, safio, pata-roxa, cação, raia, ruivo, cherne, robalo, corvina, etc.; 4 cebolas grandes; 1kg de batatas; 4 tomates maduros; 1,5 pimento; 2 dl. de azeite; sal e pimenta; 2 malaguetas picantes.

Cortam-se as cebolas às rodelas finas e colocam-se num fundo de um tacho. Dispõem-se por cima as batatas igualmente cortadas às rodelas, finas tiras de pimento, e tomate em bocados. Tempera-se com azeite e pimenta. Tapa-se o tacho, leva-se ao lume agitando o tacho de quando em quando.

Entretanto preparam-se os peixes, cortando os maiores em pedaços e aproveitando os fígados do tamboril e do cação. Quando as batatas estiverem quase cozidas colocam-se os peixes em camadas. Tempera-se com sal e colocam-se as malaguetas em pequenos pedaços deixando-se os peixes a cozer.

Serve-se a caldeirada no tacho em que se cozinhou sem nunca ter sido mexida, simplesmente agitada.

SOPA DE PEIXE

Para 8 pessoas:
Sopa de Peixe
Caldo de caldeirada; 125 grs. de massa de cotovelos.

Depois de feita uma caldeirada à moda de Peniche, aproveitando o seu caldo, acrescenta-se um pouco de água e alguns bocados de peixe desfiado.

Do fundo do tacho igualmente se aproveitam pequenos pedaços de batata, cebola e pimentos que se fazem passar por um passador.

Coloca-se o caldo ao lume e quando ferver junta-se a massa que se deixa cozer.

Serve-se em tigelas de barro.

LAGOSTA SUADA À MODA DE PENICHE

Para 4 pessoas:
Lagosta Suada
Uma lagosta viva; 50 grs. de manteiga ou margarina; 3 cebolas; 1 kg de tomate; 2 dentes de alho; 1,5 dl de azeite; 2dcl de vinho branco; 0,5 dl de aguardente velha; 2 cálices de Vinho do Porto “seco”; 2 malaguetas de piri-piri; salsa; 1 folha de louro; colorau; sal; pimenta; nós moscada.

Tira-se a tripa à lagosta introduzindo uma das antenas pela cauda até à cabeço e, fazendo um ligeiro movimento rotativo, puxa-se rapidamente a antena.

Coloca-se a lagosta suspensa sobre um tacho de barro onde se deitaram 2 ou 3 dedos de água e deixa-se o crustáceo sangrar. Estende-se depois a lagosta sobre uma tábua e aperta-se com a ajuda de um pano e, com uma faca bem afiada, corta-se pelos anéis. Depois cortam-se as antenas, pinças e patas. Abre-se a cabeça da lagosta ao meio no sentido perpendicular, retira-se o saco cinzento e aproveita-se todo o restante recheio e o líquido que ficar na tábua.

Picam-se as cebolas e um bom ramo de salsa e cortam-se os dentes de alho em lâminas. Pela-se o tomate e corta-se em pedaços. Colocam-se no fundo de um tacho de barro as patas e as pinças da lagosta. Por cima dispõem-se metade da porção da lagosta e cobre-se com uma camada de cebola, salsa e tomate. Polvilha-se com lâminas de alho. Rega-se com azeite e tempera-se com sal, pimenta e colorau.
Em camadas sucessivas introduzem-se no tacho os restantes anéis da lagosta, cebola, salsa, tomate e alho. Junta-se o vinho branco e aguardente, piri-piri, louro, sal, pimenta e nós moscada, colorau e, finalmente, a manteiga.

Fecha-se bem o tacho, e deixa-se a lagosta a suar durante uma hora, agitando o tacho de quando em vez. Passado este tempo, junta-se o Vinho do Porto e deixa-se ferver mais quinze minutos.

Serve-se imediatamente no próprio tacho, envolvendo-o num pano de linho. Acompanha-se com arroz branco solto.

SARDINHA ASSADA

6 a 10 sardinhas por pessoa:
Sardinha Assada
Sal, batatas cozidas; pimentos verdes; pão de trigo e milho.

Temperam-se as sardinhas com sal grosso em camadas sobrepostas num cabaz ou caixote. O recipiente deverá estar ligeiramente inclinado para permitir que a água do sal escorra livremente sem estragar as sardinhas do fundo.

Acende-se o carvão num fogareiro, deixando-se arder até ficar sem labareda e sem fumo. Coloca-se a grelha sobre as brasas até ficar bem quente.

Passam-se os pimentos até ficarem completamente negros e, colocando-os num saco de plástico, sacodem-se até largarem toda a pele. Depois passa-se por água e retiram-se as pevides e cortam-se em finas tiras longitudinais.

Colocam-se as sardinhas, lado a lado, no lume bem quente, evitando, com salpicos de água que a gordura do peixe incendeie o braseiro.

No entretanto, cozem-se as batatas com pele em água temperada com sal.

Numa travessa colocam-se as batatas cozidas sem lhes retirar a pele, e, num outro recipiente servem-se os pimentos temperados com um pouco de azeite.

As sardinhas devem ser comidas em cima duma fatia de pão de trigo ou milho.

SS DE PENICHE
SS de Peniche

365 grs. de amêndoas; 375 grs. de açúcar; 6 claras de ovos; 90 grs. de farinha; 1 colher de sopa de manteiga; açúcar pilé.

Pelam-se e ralam-se as amêndoas. Batem-se as claras em castelo.

Num tacho juntam-se as amêndoas, as claras batidas, o açúcar e a manteiga. Bate-se tudo muitos bem e leva-se ao lume até levantar fervura. Retira-se do calor, junta-se a farinha, mistura-se e leva-se de novo ao lume mexendo até o doce ficar suficientemente espesso para poder ser tendido.

Deixa-se arrefecer completamente e tende-se a massa em pequenos esses com a ajuda de açúcar pilé.

Levam-se a cozer em forno moderado em tabuleiros untados e polvilhados com farinha.

Deixam-se arrefecer e retiram-se cuidadosamente dos tabuleiros com uma espátula.

< Voltar

 

CONTACTOS

Largo do Município
      2520-239 Peniche

(+351) 262 780 100

(+351) 262 780 111

 cmpeniche@cm-peniche.pt


 





Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu email.